De olho no Aditivo!

Como verificar a qualidade do produto recebido.

Por: Ana Paula Andrade – Engenheira Química, Mestre em Polímeros e gerente de pesquisa e desenvolvimento na Aditibras

Sempre que se compra um produto um dos fatores avaliados é a sua qualidade. No caso dos aditivos químicos para concreto, a escolha do aditivo ideal ocorre após os testes de laboratório e campo indicarem que o desempenho do aditivo testado atende às especificações requeridas. Mas como garantir que, após a aprovação de um produto, a qualidade dos demais lotes a serem recebidos será igual ao que foi aprovado nos testes?

O novo Manual de Aditivos para Concreto ajuda a responder essa questão, pois apresenta os requisitos de qualidade que esses produtos precisam atender de acordo com a norma do setor, a ABNT NBR 11768:2019. Nela também consta que o fabricante deve fornecer para o cliente, o laudo de análise de cada lote de aditivo produzido. Este documento deve fornecer os dados de identificação do aditivo e os resultados dos ensaios de caracterização realizados conforme as metodologias descritas na mesma norma.

O Manual de Aditivos também traz boas práticas para reforçar o controle de qualidade do aditivo recebido, recomendando que além da verificação do laudo de análise, uma amostra do aditivo seja coletada pelo cliente. Essa amostra pode ser caracterizada em laboratório ou pode ter o seu desempenho comparado com amostras de lotes anteriormente recebidos através de ensaios físicos em concreto.

No recebimento de aditivo a granel, a coleta deve ser feita antes da descarga do produto, retirando-se a amostra pelo acesso superior do tanque do veículo e a uma profundidade entre 1,0 e 1,5 m. Já para o caso de embalagens fechadas, como tambores, deve-se homogeneizar o produto e retirar a amostra na metade da altura da embalagem.

Deve-se coletar pelo menos 500 mL de amostra, que precisa ser armazenada em uma embalagem limpa e identificada com os dados do produto. Essa amostra deve ser retida enquanto durar o estoque de aditivo no reservatório ou até o fim do seu prazo de validade. Neste período, ela pode ser reavaliada para sanar qualquer dúvida a respeito da sua qualidade.

Quer saber mais sobre aditivos para concreto, acesse o Manual clicando aqui
A série de Newsletters sobre aditivos é uma iniciativa da Câmara de Fabricantes de Aditivos do Instituto Brasileiro de Impermeabilização (IBI). A ADITIBRAS é membro dessa associação e tem o imenso orgulho de estar participando ativamente da elaboração de conteúdo técnico para a disseminação de conhecimento sobre os aditivos químicos para concreto.